Muito amor próprio e uma boa dose de desapego


Oi meninas, já estava com saudades de escrever para vocês, mas como eu passei por um momento difícil não rolou de postar antes. O Assunto de hoje deve ser sempre refletido por todas nós.

Todas procuramos uma pessoa que preencha nossas expectativas dentro de um relacionamento, mas é raro encontrar alguém que se encaixe totalmente.Relacionamentos começam, passam por problemas e até mesmo terminam.

E como nós ficamos após frustarmos todas essas expectativas? Pois, bem ficamos mal. Por isso é tão importante a busca pelo amor próprio e uma boa dose de desapego.

O primeiro passo para alcançar a felicidade é estarmos bem interiormente, tendo consciência que o espelho reflete a melhor pessoa do mundo e a pessoa que mais devemos amar na vida. Não é porque não deu certo com uma que não dará certo com uma outra pessoa. Devemos estar sempre abertas as novas possibilidades, mas nunca podemos nos deixar em segundo plano em prol de uma outra pessoa.

Então, lembrem-se não existe dor que dure para sempre, siga seus projetos de vida e busque sempre fazer o que te faz se sentir bem.

Meninas, sigam o blog ali do lado. Super beijo pra todas!

8 comentários:

isa disse...

Conheço relacionamentos lésbicos que pareciam perfeitos, aliás, os "mais perfeitos" que eu conhecia e que terminaram assim, aos olhos dos outros, de uma hora para outra (mesmo tendo durado anos). Existiam, hoje a gente vê, alguns sinais para que não desse certo. Um desses era uma das partes querer sempre ser a parte cuidada, protegida, amada e servida, enquanto a outra estava se sentindo acuada, havia aberto mão das próprias amizades, da própria vida e da própria felicidade. A gente não pode querer alguém para cuidar de nós e esperar que dê certo. Nós é que temos de cuidar de nós mesmas e a solteirice é um bom momento para ver como podemos nos amar e ocupar em nossas vidas um espaço que não pode ser de mais ninguém. Uma amiga minha terminou um relacionamento e deixou a casa e a própria vida um lixo, disse que estava "precisando de uma mulher para cuidar da casa e dela", quem vai querer? É melhor contratar uma faxineira, e não querer uma namorada.
Se nós esperarmos alguém para cuidar de nós, quando essa pessoa aparecer, vamos cobrar muito dela ou então ela vai nos manipular e nos fazer sentir dependentes, o que nos arrasará totalmente quando ela for embora depois de ter parecido tão necessária...
Amiga,cuide de si mesma, descubra-se a pessoa onipotente que você é para sua própria vida e, assim, você não sentirá necessidade de ser cuidada, mas terá, isto sim, a capacidade de se doar (sem perceber) e será muito realizada no amor e, principalmente, na vida. Um forte abraço!

Rosele Luiza disse...

Obrigada Isa, tbm adorei seu blog. Tudo o que você disse é certo d+. Forte abraço e volte sempre.

JOSENI disse...

uauauauaau amiga!!
Compartilhei a matéria e a galera está adorando.
Os acessos aumentaram.
Espero sua visita lá pra deixar UM COMENTÁRIO E CONVIDANDO AS PESSOAS PRA VIREM CONHECER ESSE LUGAR LINDO!!

Rosele Luiza disse...

Valeeeu amigão!

Dani Castro disse...

Oi Rosele, sou Dani Castro e tenho acompanhado seu blog. D+++++++ amei e me identifiquei pacas meu!!! Mas estou com um pequeno problema, será que poderia me ajudar? Vou resumir pra não ser cansativa. Tenho 27 anos e sou lésbica desde que me conheço por gente. Sou do tipo bofinho mesmo, mas andrógena e tem uma coisa muito séria, conheci uma mulher de 46 anos, divorciada com dois filhos já quase da minha idade. Ela diz ser lésbica desde a adolescência, casou por pressão da família, enfim. Estamos juntas há 5 meses, mas vira e mexe ela em crises achando que vou trocá-la por alguém mais nova. Pensei que eu estivesse deixando a desejar, mas não, mostro todo meu amor por ela, de todas as formas. Estamos bem, mas de repente do dia pra noite ela vem com essa nóia. Pow meu, tá cansativo. Não sei mais o que faço e tem outra, ela vive me pressionando pra eu assumir a gente pros meus pais...(eles não sabem de mim, pelo menos acho né?Claro que minha mãe já tem certeza, mas fica naquilo ¬¬) Me ajuda vai. O que eu faço com essa mulher? Quero muito ficar com ela eu realmente a amo, mas essas nossas divergências estão desgastando tanto eu, quanto ela. Agradeço desde já! Valeu! :))

Rosele Luiza disse...

Dani, a questão da insegurança dela você tem sempre que conversar muito com ela e dizer o quanto vc a ama. E tbm frisar pra ela que essa nóia prejudica a relação de vocês. Passe tranquilidade. A questão de assumir pro seus pais, se você não se sente preparada não faça e sua namorada tem que entender pq isso não é fácil. Espere seu tempo de contar. Uma hora ou outra tudo se resolve.

danny disse...

Rosele, muitíssimo obrigada, uma pessoa de fora vê melhor a situaçõa né? Ahahahahahaah conversei com ela sim e muito e ela me disse pra esquecer esse lance de assumir para meus pais, que o importante é eu estar com ela, mas tenho medo quando ela entra na TPM.kkkk volta tudo, haja paciência né?rsrs Essas mulheres dão uma dor de cabeça na gente né? kkk Thanks pela ajuda. Acompanho seu blog diariamente viu? bjos

Rosele Luiza disse...

Mulher é assim neh, TPMs e tals. Sabemos bem pq tbm temos esses momentos. O lance é ter paciencia e colocar o amor de vocês a frente de todas as questões. Compreensão da situação de ambas é sempre importante. Bjoooo

 
SOMOS LÉSBICAS E DAÍ ? © 2012 | Designed by Rumah Dijual, in collaboration with Buy Dofollow Links! =) , Lastminutes and Ambien Side Effects